30 janeiro, 2013

Resenha: Diários do Vampiro - Anoitecer

Minha Mini Resenha

No inicio Elena volta dos mortos, mas como se fosse uma criança, que não sabia nem falar, e ela continua assim até que desperta, e volta ser humana como antes (mas não consegue ainda formar frases inteiras), porém mais madura, mas dependente de Stefan.
Algumas coisas estranhas começam a acontecer na cidade, pois meninas começam a ter comportamentos estranhos, além de que Damon e Stefan sentem a presença de um poder diferente. Moradores começam a sofrer ataques próximos a floresta de Fell’s Church.
Elena e alguns amigos resolvem investigar o que está acontecendo após o sumiço de Stefan e após reparar que Damon estava com um comportamento mais estranho que o normal. E com as investigações descobrem a existência de seres da mitologia japonesa, que gostam de pregar peças nas pessoas: Shinichi e Misao.
Damon vira presa destes demônios, que queriam o sangue e a morte de Elena, ele é possuído pelos dois demônios irmãos que se comportam como namorados, e tentam separar seu irmão de Elena.
Elena não sabia usar seus poderes sobrenaturais, mas teve que descobrir para ajudar Damon a se livrar dos demônios, mas eles ainda não tinham conseguido seu objetivo, que era espalhar o caos por toda a cidade.
Caroline é enfeitiçada por um demônio com o corpo de seu irmão, apaixona-se por ele e aceita ser portadora do seu vírus, e com isso os demônios irmãos podem entrar na mente de todos.
Caroline fica grávida e todos acham que é do seu ex-namorado, mas não é, seu filho é do demônio, ela esperava que ele assumisse o filho, por dizer a ela que a amava, mas isso não acontece.

Comentário 

Embora for um pouco complicado, principalmente por Elena não formar frases inteiras, que chega ser às vezes cansativo de ler, o livro é interessante, a história é ainda melhor para quem leu os livros anteriores.
Existem alguns elementos sobrenaturais na história como os malachs que tinham a capacidade de descontrolar a mente das pessoas e os kitsunes que são demônios-raposa.
O livro é um pouco difícil de entender, e ele tem seus acontecimentos rápidos.
Uma das partes do livro que sinceramente achei bastante engraçada está na página 15:
“Não havia nada que ele gostasse mais do que ver o hipócrita metido a santo sou-melhor-do-que-você-porque-não-bebo-sangue-humano do Stefan se meter em problemas.”
Gostei desta parte do livro por citar de tal forma irônica, o que Damon se referia a seu irmão Stefan.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por visitar o blog! Deixe seu comentário, saiba que sua opinião é muito importante para nós!!!